Angola - O teatro de operações


O Teatro de operações

A guerra em Angola desenrolou-se em três grandes teatros de operações: Cabinda, o Norte e o Leste.
O Norte, com a capital em Luanda, pode ser dividido em dois subteatros : as regiões junto à fronteira e os Dembos.
No Leste, podem ser individualizadas as regiões do Nordeste (Henrique de Carvalho, Teixeira de Sousa e Cassai), do Centro (Luso, Lumeje, Cazombo) e Sudeste (Cuando-Cubango).
Em Cabinda, o clima tropical húmido, a densidade da floresta, as elevadas temperaturas, a humidade e o relevo proporcionaram bons locais de instalação de bases para os guerrilheiros, em especial no Maiombe, dificultando a manobra e a actuação das forças portuguesas.
No Norte, as temperaturas elevadas, a humidade, o terreno acidentado, que sobe em plataformas, a densidade da vegetação e o caudal dos rios dificultavam os movimentos militares quer apeados, quer em viatura, constituindo bons locais de refúgio para os guerrilheiros. Na época das chuvas, as picadas tornavam-se praticamente intransitáveis.
No Leste, as amplitudes térmicas, entre as elevadas temperaturas de dia e o frio da noite, provocavam grande desgaste nas tropas. Na época das chuvas, os terreno alagados constituíam um obstáculo à circulação de viaturas. Acresce ainda que, no Leste, tudo é muito longe.
Uma boa solução foi a de utilizar o cavalo. Ele e o helicóptero permitiam cobrir as grandes distâncias e constituíam uma enorme ameaça para os guerrilheiros.


Índice
1 - Angola - O teatro de operações
2 - O papel dos Grupos Étnicos
3 - As populações e os Movimentos de Libertação
4 - O conflito.
5 - O nó do problema
6 - 1961 - Norte
7 - A partir de 1966
Multi-média
» Angola. Dados...