Operações
Pára-quedistas OPERAÇÕES As unidades de pára-quedistas constituíam uma das reservas dos comandantes-chefes e estes empregavam-nas como forças de intervenção nas zonas onde os movimentos de guerrilha estavam melhor organizados.
Operação Jove
Operação Jove Captura do capitão cubano Pedro Peralta Operação «Jove» 16 a 19 de Novembro de 1969.
Operação Grifo
Operação Grifo A morte do capitão no «corredor do Guileje»
Operação Vulcano
Operação Vulcano Quando as coisas correm mal A Operação Vulcano ocorreu na Guiné, em Março de 1969, e o que seria a operação típica de ataque de pára-quedistas a uma base de guerrilheiros, com o apoio da aviação, esteve à beira de se transformar em sério desaire.
Operação Zeta
Operação Zeta Os páras saltam no planalto dos Macondes
Operação Penada
Operação Penada Os páras saltam em Tete Em 1972, a Frelimo exercia o seu esforço militar na região de Tete. Os guerrilheiros infiltravam-se pela penetrante do rio Capoche em direcção à barragem de Cahora Bassa, vindos da Zâmbia, ou pela Rodésia de lan Smith, causando preocupações aos dirigentes da colónia rebelde, que declarara a independência branca e unilateral.