Distribuição de correio


You need to upgrade your Flash Player
Um sargento procede à distribuição do correio num quartel do mato rodeado pelos militares que aguardam com enorme expectativa o anúncio do seu nome, sinal de que receberão, pelo menos, uma carta de familiar ou amigo. Facilmente se percebe a diferença entre o momento de excitação e ansiedade em que é feita a distribuição e o seguinte, de silêncio e recolhimento, para a leitura. O correio foi, ao longo dos anos de guerra, um dos factores mais importantes para a manutenção do moral dos homens. Parabéns ao Serviço Postal Militar! Neste âmbito, o aerograma (na gíria: o bate-estradas) foi uma das criações que melhor serviu os militares. Tratava-se de uma folha de papel amarela ou azul impressa de um dos lados para inscrição dos dados relativos ao destinatário e ao remetente e do outro ao texto. Dobrava-se e não necessitava de envelope nem de selo.